Campos de Golfe
Apaixone-se pelos 30 campos de golfe mais bonitos do mundo
1 de novembro de 2018
Show all

Ryder Cup, pela primeira vez na França em setembro de 2018

Ryder Cup

A Ryder Cup é um dos mais prestigiados torneios de golfe do mundo, e em 2018 vai acontecer pela primeira vez na França, no Le Golf National.

A cada ano o golfe vem crescendo e atraindo cada vez mais espectadores e jogadores iniciantes em todo o mundo. Grande parte da sua fama se da devido aos grandes torneios transmitidos na rede televisiva. A Ryder Cup é um desses torneios que vem se tornando paixão internacional dos amantes de golfe pelo mundo.

O torneio bienal, só perde para a Copa do Mundo de Futebol e para os Jogos Olímpicos no quesito esporte mais transmitido na TV.

Mas enfim, o que é a Ryder Cup?

Pois bem, a Ryder Cup é um torneio que acontece a cada 2 anos. Na competição duas equipes de 12 jogadores se enfrentam, sendo uma equipe americana e outra europeia. Um prêmio é concedido ao vencedor das partidas, que acontecem durante 3 dias.

O confronto sempre acontece uma vez na Europa, e uma nos Estados Unidos, sucessivamente. A pontuação das equipes e dos jogadores acontece de acordo com o formato de Match Play.

Ryder Cup

(Foto de CBSSPORTS)

Nesse sistema de pontuação, a equipe ou o golfista ganha um ponto a cada buraco que consiga superar seu adversário. Na Ryder Cup, os jogos são divididos em partidas que acontecem em duplas, e em encontros de singulares.

As duplas jogam dois tipos de partidas:

  • No Foursome, o jogo acontece em batidas alternadas entre a dupla que usa a mesma bola. Assim um dos jogadores da dupla começa nos buracos ímpares e o outro nos buracos pares.
  • No Fourball, a dupla usa duas bolas diferentes. O melhor resultado de cada buraco conta para o apuramento final do resultado da partida. A modalidade pode ser disputada tanto por pancadas quanto por buracos.

A cada jogo, é dado um ponto ao vencedor e meio ponto em caso de empate. Com 28 pontos para serem disputados, a equipe vencedora é aquela que ultrapassar os 14 pontos primeiro. Se acontecer um empate, o troféu continua na posse dos últimos detentores.

O formato usado em questão, é interessante pois deixa os espectadores tensos durante todos os três dias de competição.

O troféu, que possui o mesmo nome do torneio, tem origem de Samuel Ryder, um promotor e entusiasta do golfe.

A história da Ryder Cup

A competição, teve seu inicio em 1926, mas sua primeira edição oficial aconteceu em Massachusetts, um ano depois. O confronto acontecia originalmente entre duas equipes: americana e britânica, onde a equipe da casa venceu a primeira edição.

Ryder Cup

Após a Segunda Guerra Mundial, foi retomado o torneio, que teve o domínio exclusivo dos Estados Unidos durante 45 anos. Como resultado, a decisão tomada foi adotar golfistas da Irlanda ao time britânico em 1973. Mais tarde em 79, golfistas do restante da Europa também foram adotados ao time britânico, se tornando o time Europeu.

A partir desse momento (mais precisamente de 1985) o troféu passou a ser concedido aos europeus com mais frequência.

Assim, a competitividade do torneio aumentou, e passou a ser administrado em conjunto, pelo Circuito Europeu de Golfe e pelo Professional Golfers’ Association of America. Além da edição que aconteceu na Espanha em 1997 e a da Irlanda em 2006, todos os torneios da Europa aconteceram no Reino Unido.

A última edição do torneio foi a de 2016 e aconteceu no Hazeltine National Golf Club, em Minnesota. Nessa edição, a Europa entrou como detentora da taça, já que tinha ganhado os 3 últimos torneios.

Porém, a equipe da casa conseguiu superar a equipe Europeia e saiu com a vitória por um total de 17 a 11.

A Edição 2018

A edição de 2018 foi a 42ª competição realizada, e aconteceu na França, durante os dias 28 a 30 de setembro. O campo escolhido foi o Le Golf National, que fica em Guyancourt, uma comuna francesa que possui em torno de 30.000 habitantes. Foi a terceira Ryder Cup na Europa que acontece fora do Reino Unido.

Equipes

As equipes contavam com os capitães Thomas Bjorn, da equipe europeia, e Jim Furyk, da seleção americana.

Ryder Cup

(Foto de Publico)

A competição, que gera uma rivalidade sem igual nas equipes, desta vez foi apimentada pela inimaginável volta de Tiger Woods aos campos de golfe, quatro dias depois de ter vencido o Tour Championship em Atlanta.

Se compararmos as equipes, os Estados Unidos tinham vantagem na competição. Foram 11 jogadores entre os 17 melhores do mundo e 6 deles no “top-10”. Da mesma forma, a equipe europeia só possuía 6 que estão no “top-20” mundial e 4 no “top-10”.

Os americanos também tinham mais experiência. Apesar de terem jogadores muito jovens (7 na faixa dos 20 anos) apenas dois são estreantes. Já na Europa, cinco estrearam na equipe.

Le Golf National

O campo escolhido para 2018 também é outro destaque da competição. Inaugurado em 1990, o campo que possui capacidade de 80.000 espectadores, é apontado como um fator decisivo nas partidas devido a seus inúmeros obstáculos e perigos.

Ryder Cup

(Foto de: France Fr)

O Le Golf National é estreito em seus fairways, e deixa os jogadores atacarem os greens de pontos muito parecidos, dispensando o driver. Esse fator pode mudar completamente o jogo, já que favorece o jogo de ferros de Woods.

Resultados de 2018

A caminho do que parecia ser seu retorno ao título de melhor do mundo, Tiger Woods não conseguiu levar o titúlo para casa. Após a vitória de 2016, a equipe americana não conseguiu repetir o feito do ano passado e levar o prêmio Ryder Cup denovo.

O principal destaque de 2018 foi o jogador Francesco Molinari do time europeu, que saiu invicto da competição. Ou seja, ganhou 5 partidas das 5 que jogou.

O placar final foi 17½ pontos europeus para 10½ americanos.

Foto de destaque: National Club Golfer 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *